Aberta chamada de trabalhos para o III Congresso Internacional sobre Culturas: Interfaces da Lusofonia

Nos próximos dias 23 a 25 de Novembro, irá realizar-se em Braga o III Congresso Internacional sobre Culturas, organizado pelo Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS), da Universidade do Minho. Com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento e a consolidação da comunidade lusófona de Ciências Sociais e Humanas, este Congresso insere-se no domínio dos Estudos Culturais.

Os interessados em apresentar comunicações ao Congresso devem submeter as suas propostas até dia 30 de Abril. Segundo a organização, procuram-se propostas que procurem promover o debate sobre narrativas lusófonas, políticas da língua e da comunicação, identidades e diversidade cultural, práticas e discursos mediáticos e memória e património.

As comunicações devem inserir-se num de 17 grupos de trabalho. Neste âmbito, destacamos os seguintes grupos:

Cultura e desenvolvimento
Coordenadores: Edilene Matos, Elizabeth Loiola e Paulo Miguez
Este grupo de trabalho acolhe propostas sobre a relação entre cultura e desenvolvimento, tais como: estudos sócio-económicos da cultura, economia da cultura, economia criativa, indústrias criativas, cidades criativas, indústrias culturais, indicadores culturais, estatísticas culturais, diversidade cultural e desenvolvimento, consumo de bens e serviços culturais, comércio internacional de bens e serviços culturais, cultura e propriedade intelectual.

Indústrias culturais
Coordenadores: Albertino Gonçalves, Linda Rubim e Rogério Santos
O grupo de trabalho acolhe propostas sobre os diversos setores da produção artística e cultural e o seu impacto no desenvolvimento social e económico. Correspondem aos objetivos deste grupo estudos sobre cinema, teatro, dança, museus, galerias, etc..

Média, públicos e literacias
Coordenadoras: João Carlos Correia e Sara Pereira
O grupo de trabalho propõe a discussão sobre as relações dos públicos com os média, tanto em matéria de receção como de compreensão crítica do mundo e da atualidade. Pretende-se também problematizar os conceitos de transmédia e transliteracias, bem como perspetivar as competências de literacia mediática e horizontes na educação para os média.

Memória cultural e património
Coordenadores: Rita Ribeiro e Urbano Sidoncha
O grupo de trabalho propõe refletir sobre a construção da memória cultural na interação dos públicos com artefatos, objetos, celebrações, símbolos e filmes; sobre a análise de produtos e acontecimentos que podem desencadear a nossa memória, como festas, rituais, guerras, histórias e textos; e, ainda, sobre o património artístico e cultural, por exemplo, os conteúdos de monumentos, museus, bibliotecas, arquivos e instituições.

Políticas de comunicação, arte e cultura
Coordenadores: José Roberto Severino e Manuel Gama
Este grupo de trabalho aceita propostas que explorem as políticas de produção, difusão e gestão da comunicação e da cultura. São ainda adequadas a este grupo propostas que reflitam sobre as medidas públicas orientadas para o desenvolvimento cultural e artístico.

Políticas e Gestão Culturais
Coordenadores: Albino Rubim e Laura Bezerra
Acolhe trabalhos teórico-conceituais e/ou analíticos sobre políticas culturais que tratam de diversas dimensões, tais como: noções utilizadas; formulações, ações e objetivos; atores envolvidos; públicos pretendidos; recursos humanos, materiais financeiros e legais acionados; sistematicidade, interfaces e transversalidades. Abrange políticas para a criação, difusão, circulação, cooperação, reflexão, preservação, receção, produção e gestão da cultura.

Calendário

30 de abril: Data limite para submissão de propostas
31 de maio: Notificação dos autores
15 de julho: Fim do prazo económico de inscrição
23 a 25 de novembro de 2017: CONGRESSO

 

Mais informação disponível no site aqui

Sobre o Autor

editorial@bad.pt

Deixe um Comentário




Pretende associar uma imagem ao seu comentário, crie uma em Gravatar.