O retrato situacional das revistas científicas brasileiras

Danyelle Mayara Silva, Teila de Oliveira Carvalho, Bianca Amaro, Tainá Batista de Assis

Resumo


O Brasil tem ocupado posições centrais em índices de acesso aberto e em indexadores de revistas científicas, desempenhando um importante protagonismo no desenvolvimento do acesso aberto na América Latina. O país se destaca em razão de ações bem-sucedidas na promoção de infraestruturas que permitem o desenvolvimento deste tipo de canal de comunicação científica livre de custos e barreiras de acesso aos seus leitores. Neste sentido, este trabalho buscou apresentar o quadro situacional das revistas científicas brasileiras de acesso aberto com base em sua presença em índices e indexadores de grande relevância. Com base nos resultados, observou-se que a presença das revistas científicas brasileiras em diferentes diretórios e indexadores, nacionais e internacionais, reflete de forma positiva as estratégias adotadas no país para a promoção de revistas científicas em acesso aberto. O trabalho que vem sendo desenvolvido dia-a-dia nesse contexto e a consequente maior visibilidade dessas publicações científicas demonstram que o Brasil mantém a caminhada para o alcance de maiores níveis e presença em diretórios e indexadores nacionais e internacionais no mundo do Acesso Aberto. 


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


Parceiro institucional:

EBSCO