Bad ao Sul 3 – Eixos Temáticos – Eventos BAD

InícioEixos Temáticos | Call for PapersPrograma | Organização

 

Eixo temático 1: Públicos e literacias

 

A existência de uma política de comunicação nas bibliotecas, arquivos e museus deve ser um elemento chave na relação com stakeholders. A comunicação apresenta-se, assim, como um processo contínuo, como uma atitude perante o público e mesmo perante as instituições. O processo de comunicação deve ser encarado quer como técnica, na qualidade de instrumento de gestão, quer como filosofia, na medida em que traduz a atitude perante o público real e potencial. Bibliotecas, arquivos e museus, enquanto espaços comunicacionais, assumem um papel importante na promoção da literacia em prol de uma aprendizagem responsável junto dos públicos.

 

Que públicos? Que comunicação? E que programas de literacia se encontram as bibliotecas, aquivos e museus a realizar? Quais os desafios que se colocam no contexto tecnológico atual?

 

Eixo temático 2: Acesso à Informação

 

O “acesso à informação” tem provocado um sentimento de inquietação que une as instituições guardiãs de cultura e memória: Arquivos, Bibliotecas e Museus. Discutem-se não só as novas linguagens de tratamento da informação, de partilha de recursos mas fundamentalmente discute-se o desejo de alcançar novos públicos e encontrar novas formas de aproximar estas guardiãs da memória da sua comunidade. A relação institucional arquivo-biblioteca-museu, segmentos oscilantes e, muitas vezes, colaborativos entre si, precisam de definir o que os aproxima e identificar os desafios para dar resposta às novas necessidades dos utilizadores. O foco encontra-se obviamente no digital, contudo, esta “inquietação” em chegar a novos públicos não depende unicamente da tecnologia. Estas instituições “guardadoras de memória” devem ser capazes de encontrar novas maneiras de interpretar e apresentar os seus acervos através de actividades que as aproximem dos diferentes públicos, explorando todas as conexões com a suas comunidades, seja via digital ou uma via mais tradicional, e motivar o interesse e a descoberta, da comunidade local, pela sua herança cultural.