Não sabe onde procurar? Alguns recursos em linha para a gestão da informação em museus

Existem diversas instituições de abrangência internacional que disponibilizam recursos relacionados com boas práticas na área da gestão da informação em museus e que podem servir de suporte às atividades que desenvolvemos nos nossos museus.

Falamos de instituições de referência como o CIDOC (Comité Internacional do ICOM para a Documentação), a CHIN (Canadian Heritage Information Network), a Collections Trust, ou o Getty Research Institute, entre outras instituições cujo trabalho poderíamos aqui apresentar.

A partir do sítio web do CIDOC, o Comité Internacional do ICOM para a Documentação, na página dedicada aos standards and guidelines, estão disponíveis links para diversas normas e orientações sobre documentação de coleções. Também é possível consultar não só as atividades dos diferentes grupos de trabalho deste comité, mas também comunicações apresentadas nas conferências anuais e que possibilitam o conhecimento de projetos e boas práticas em documentação de coleções, desenvolvidos por profissionais de diferentes países. Entre os diversos grupos de trabalho que desenvolvem programas relacionados com gestão da informação em museus, destacamos o DOMINO, um dos mais recentes grupos de trabalho deste comité que permitirá a disseminação do trabalho do CIDOC nas comunidades de profissionais de língua portuguesa e espanhola e do qual brevemente vos daremos notícia.

A CHIN é uma instituição governamental inserida no Department of Canadian Heritage, especialmente orientada para o trabalho desenvolvido nos museus canadianos, “in documenting, managing, and sharing information about their collections”. Entre os diversos recursos disponibilizados por esta instituição, encontram-se conjuntos de ferramentas que auxiliam os museus para a gestão das suas coleções organizados em cinco grandes grupos: collections management, collections documentations standards, heritage research tools, digital preservation, technology news for museums, digitization. Inclui recursos desenvolvidos pela CHIN e outros desenvolvidos por outras entidades.

Vale a pena explorar a Nomenclature for Museum Cataloging que pode ser um importante apoio para a definição de designações de objetos em coleções, ou por exemplo o CHIN Guide to museum standards, que nos oferece uma excelente introdução sobre os diversos standards utilizados na gestão das nossas coleções. Consulte os diversos exemplos e estudos de caso relacionados com a criação de políticas de preservação digital ou de planos de preservação digital ou ainda com a aplicação de normas ou boas práticas nesta área.

A Collections Trust, entidade privada que sucedeu em 2008 à MDA, tem orientado o trabalho em museus não só no Reino Unido mas também em todo o mundo, especificamente com o desenvolvimento de normas e recomendações para a documentação em museus: “Collections Trust helps museums capture and share the information that gives their objects meaning. Our standards and advice are used around the world to make museum collections accessible”. Através do seu sítio web, esta instituição disponibiliza um conjunto de recursos sobre diversas questões. Na página dedicada às Terminologias percorra as diversas ferramentas que nos podem auxiliar na descrição e indexação dos objetos e na documentação de coleções.

 

Também no que diz respeito aos vocabulários controlados vale a pena consultar o Getty Research Institute que também disponibiliza um importante conjunto de vocabulários controlados que nos auxiliam na descrição controlada e uniformizada das nossas coleções.

A disponibilização de recursos em linha para o universo de gestão da informação e da documentação de coleções em museus não se esgota nos projetos de referência que aqui vos apresentamos. A partir destes recursos é possível explorar diferentes ferramentas, aplicar boas práticas desenvolvidas noutras instituições museológicas ou conhecer melhor como implementar normas e procedimentos de suporte à gestão da informação em museus.

Sobre o Autor

Grupo de trabalho BAD de Sistemas de Informação em Museus