Workshop Ciência Cidadã: conceitos, projetos e práticas

Realizou-se, no dia 22 de abril 2021, o Workshop com o tema Ciência Cidadã: conceitos, projetos e práticas, em formato online, organizada pelo Grupo de Trabalho Sistemas de Informação em Museus (GT-SIM) da BAD, dinamizado pela Ana Margarida Silva, Luísa Alvim e Leonor Calvão Borges.

A ciência cidadã ganha, cada vez mais, uma maior relevância no panorama internacional, estando a dar os primeiros passos em Portugal.

A intervenção da Ana Margarida Silva tratou da exploração do conceito e dos objetivos da ciência cidadã, as questões do envolvimento dos cidadãos e da sociedade na utilização, no escrutínio e na produção de ciência. Enquadrou o conceito, e apresentou os Dez Princípios da Ciência Cidadã (Ten Principles of Citizen Science), produzidos pelo grupo de trabalho do European Citizen Science Association (ECSA), em 2015.

Referiu que Comissão Europeia, reconhecendo na ciência cidadã o valor na análise de big data, na manutenção de projetos sustentáveis, apoiados nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, e uma forte ligação e envolvimento dos cidadãos, fez alinhar a ciência cidadã com a estratégia Europa 2020 e o financiamento no âmbito das atividades do Horizonte 2020.

Luísa Alvim apresentou um retrato da realidade da ciência cidadã em Portugal: os dois Encontros Nacionais de Ciência Cidadã, em 2017 e 2019, que pretenderam dar a conhecer, no país, os princípios e os fundamentos da ciência cidadã e promover o aumento da participação e envolvimento dos cidadãos nas atividades científicas, na partilha e construção colaborativa do conhecimento. Para além deste objetivo principal, foram explicitados outros, como o identificar, mapear e agregar iniciativas, projetos, campanhas e desafios de ciência cidadã em Portugal; o alinhar com atividades transnacionais e internacionais de participação cidadã e/ou envolvimento dos cidadãos na resolução de desafios; e por fim, o estimular a criação de uma comunidade de ciência cidadã, a criação de uma rede e de um portal português.

Destes encontros nacionais, surgiu a Rede Portuguesa de Ciência Cidadã, uma rede informal, com uma página no Facebook, onde se podem encontrar agregados conteúdos sobre o tema e brevemente surgirá um portal online português.

O panorama geral da ciência cidadã em Portugal ainda é pouco nítido, está numa fase inicial, sendo necessário sistematizar iniciativas e práticas levadas a cabo, em várias áreas disciplinares, constatando-se ainda muitos obstáculos e dificuldades, mas boas perspetivas de futuro.

Foram apresentados, a título de exemplo, alguns projetos portugueses nas áreas das Ciências Naturais, nas Ciências Humanas e Sociais: Abeirar, Memória Covid, Invasoras.pt, Atlas de Mamíferos de Portugal, Cartas da Natureza, Histórias de vida, etc.

Na intervenção da Leonor Calvão Borges foram apresentados portais de ciência cidadã, como Scistarter,  Zooniverse, sendo este último um dos portais de ciência cidadã mais popular, o maior e mais bem-sucedido; o portal EU-Citizen.Science, que é uma plataforma online para partilhar conhecimento, ferramentas, recursos para a ciência cidadã, pretende ser um Centro de Conhecimento, no auxílio à integração da ciência cidadã e aproveitar o impacto crescente dos cidadãos que participam na investigação em todas as áreas científicas. Foi apresentada a Citizen Science Association (CSA), uma organização que liga pessoas com várias experiências em torno de um propósito comum: divulgar e trabalhar projetos de ciência cidadã.

Foram ainda expostos projetos de ciência cidadã ligados às instituições de memória: Smithsonian, inseridos no Zooniverse: Measuring the Anzacs, Old Weather-WW2, e muitos outros.

No diálogo final, observou-se um grande interesse por esta temática por parte dos participantes, e o GT-SIM poderá, no futuro, explorar a temática relacionada com a adaptação das instituições de memória ao interesse crescente dos cidadãos na participação em projetos de ciência cidadã, e realizar sessões práticas de como iniciar e constituir projetos desta natureza.

As apresentações estão disponíveis na página do evento!

Poderá ver ou rever o vídeo no canal do Youtube da BAD!

Luísa Alvim

Sobre o Autor

Grupo de trabalho BAD de Sistemas de Informação em Museus