As Bibliotecas Escolares em tempo de férias: A avaliação do trabalho efetuado

Chegados ao final de cada ano letivo e tendo em atenção de que o trabalho das bibliotecas escolares se deve estruturar sempre em torno de uma ideia de realizar um trabalho de qualidade e de melhoria contínua, importa, ao longo do ano e, de um modo especial no final de um ciclo de trabalho, monitorizar e avaliar as diferentes áreas de intervenção da Biblioteca Escolar, atestando processos e resultados e informando a tomada de decisões.

A avaliação das bibliotecas escolares é hoje uma prática consolidada nas escolas da Rede pública, resultando da aplicação generalizada do Modelo de avaliação da biblioteca escolar, desenvolvido pelo Programa RBE e em aplicação em todas as escolas dos 2.º e 3.º ciclos e ensino secundário e nalgumas escolas do 1.º ciclo.

O Modelo de Avaliação da Biblioteca Escolar (MABE) apresenta-se, deste modo, como um instrumento de gestão estratégica, orientador das práticas de avaliação dos serviços e tem-se constituído como um instrumento orientador de boas práticas e, simultaneamente, indutor de uma cultura de avaliação.

O documento está organizado em 4 domínios, sendo que cada domínio integra um conjunto de indicadores, a que correspondem fatores críticos de sucesso e toda a informação relativa aos processos avaliativos que se lhes aplicam.

A lógica de aplicação temporal do MABE foi estabelecida em consonância com o referencial Common Assessment Framework (CAF, 2013), que preconiza que um processo de avaliação deve ser pensado numa lógica de melhoria contínua (Plan, Do, Check, Act), num ciclo que não constitui um fim em si próprio, mas aponta, antes, para a monitorização sistemática que permita avaliar os meios da organização e os resultados do trabalho realizado. O objetivo é que a reflexão sobre os meios e os resultados conduza à mudança de práticas e à procura de melhores resultados.

 

Adotando este princípio, o processo de avaliação da Biblioteca Escolar decorre no período temporal de 2 anos, constituindo-se um ciclo.

 

 

Em 2020/2021 as Bibliotecas Escolares das escolas públicas portuguesas encontram-se no final de um ciclo de avaliação, estando já na fase de elaboração do relatório de avaliação do qual sairão as bases para a elaboração de um plano de melhoria dos serviços prestados.

Em conclusão, a avaliação da biblioteca escolar visa, deste modo, determinar até que ponto a missão, as metas e os objetivos estabelecidos para as bibliotecas estão ou não a ser alcançados, identificando as práticas que têm sucesso e que deverão manter-se e os aspetos que importa otimizar.

João Paulo Proença

 

Sobre o Autor