Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e normativas internacionais de acessibilidade às pessoas com deficiência

Sonia Aguiar Cruz-Riascos, Daniela Francescutti Martins Hott, Laura Vilela Rodrigues Rezende

Resumo


No contexto da gestão de dados de pesquisa, este estudo apresenta análise relacional entre o conjunto de princípios orientadores FAIR, considerado de maior relevância na área, para tornar os dados de pesquisa disponíveis, acessíveis, interoperáveis e reutilizáveis, e a adoção dos padrões internacionais de acessibilidade emanadas pela World Wide Web Consortium (W3C) e pelo European Telecommunications Standards Institute. Trata-se de uma pesquisa descritiva, com abordagem metodológica qualitativa que visa desenvolver um levantamento em websites e uma revisão bibliográfica sobre gestão de dados de pesquisa e acessibilidade para pessoas com deficiência, para então realizar uma análise relacional entre os dois padrões internacionais de acessibilidade supracitados com os princípios FAIR. Conclui-se com o estudo realizado, ao nível teórico-sistêmico que a acessibilidade deixa de ser considerada tanto ao nível de discussão teórica quanto de aplicabilidade no contexto da gestão dos dados de pesquisa, quando se deve garantir o acesso universal de fato. Não se encontram na literatura resultados narrados nesta vertente, embora seja possível observar semelhanças entre estes conjuntos de recomendações analisados. De tal modo, faz-se necessário considerar os marcos regulatórios e padrões internacionais que versam sobre a disponibilização de informações para as pessoas com deficiência ao se planejar ações de gestão de dados de pesquisa.


Palavras-chave


Gestão de dados de pesquisa; Princípios FAIR; Normativas Internacionais; Acessibilidade às pessoas com deficiência

Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


Parceiro institucional:

EBSCO