Preservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidade

Miguel Ángel Márdero Allerano, Maria de Fátima Duarte Tavares

Resumo


Os repositórios institucionais em estágio de produção enfrentam o desafio de abrigar, preservar e dar acesso a conjuntos de dados científicos. Os repositórios de dados de pesquisa estão sendo implementados no mundo como uma nova opção para o acesso livre. Os benefícios ainda estão em experimentação e os bibliotecários, pesquisadores, instituições de financiamento e de ensino começam a conhecer seus benefícios. Entre esses benefícios está a visibilidade dos projetos e o fato de que os trabalhos de pesquisa adquiram uma nova possibilidade de gestão se articulados a sistemas de informação. Também, a transparência nos investimentos nacionais para a Ciência permite novas formas de governabilidade, relacionada com o registro de processos de gestão e disseminação. Espera-se que os indicadores resultantes dessas atividades permitam uma gestão mais equânime, atendendo às dimensões do país, mas também às condições estratégicas em que a pesquisa torna-se fundamental à preservação de seus recursos naturais e à elaboração de politicas públicas. 


Palavras-chave


dados de pesquisa;preservação digital; politicas institucionais;

Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


Parceiro institucional:

EBSCO