Formar e capacitar para a prática da ciência aberta : o contributo do projeto FOSTER Plus

Antónia Correia, José Carvalho, Eloy Rodrigues

Resumo


A falta de conhecimentos e competências relativas à ciência aberta tem vindo a ser identificada como um dos principais obstáculos à sua adoção generalizada pela comunidade académica e científica. Por isso, a formação e capacitação dos investigadores e outros intervenientes nos processos de investigação é considerada com uma componente chave para o sucesso da ciência aberta.

Nesta comunicação, apresenta-se o trabalho desenvolvido pelo projeto FOSTER Plus, uma iniciativa europeia com o objetivo de promover, através de formação e disseminação, o conhecimento e as práticas de Acesso Aberto, Dados Abertos e Ciência Aberta, junto de todos os participantes do Espaço Europeu de Investigação (EEI). Serão destacados três dos principais resultados do projeto.

Em primeiro lugar o Open Science Toolkit, que reúne conteúdos de nível básico e intermédio, exemplos práticos de três áreas disciplinares e questionários de avaliação, que permitem obter, de uma forma simples e sucinta, os conhecimentos e competências fundamentais da ciência aberta.

Em segundo lugar, o Open Science Training Handbook que é um recurso educacional orientado para o ensino prático, focado na ciência aberta. Reunindo métodos, técnicas e práticas, o manual visa apoiar os formadores a transmitir o conhecimento sobre os princípios da ciência aberta, instruindo-os e inspirando-os a criar ações de formação envolventes e de alta qualidade.

E finalmente a rede de formadores FOSTER, criada a partir do Trainers Bootcamp, que acompanha, apoia e incentiva os formadores formados pelo projeto, a realizar ações de formação para a suas comunidades e instituições.


Palavras-chave


Formação, Capacitação, Ciência Aberta, Acesso Aberto, Dados de Investigação

Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


Parceiro institucional:

EBSCO