Património cultural da justiça: integrar a informação de biblioteca, arquivo e museu

Vitor Manuel Salgueiro, Luísa Proença, Rafael António

Resumo


A Justiça é detentora de um vasto, diversificado e importante património bibliográfico, arquivístico e museológico acumulado ao longo dos anos, que importa preservar, valorizar e disponibilizar ao Cidadão. Com esse propósito está em desenvolvimento, sob coordenação da Secretaria-Geral do Ministério da Justiça, o projeto PCOJ - Património Cultural Online da Justiça assente na valorização do património cultural, na implementação dos princípios da administração aberta e na continuidade da informação digital, vistas de forma integrada e potenciadora de sinergias. O estabelecimento de uma estratégia integrada para a gestão de bibliotecas, arquivos e museus e a constituição de catálogos coletivos visa assegurar a uniformidade e consistência da informação disponível aos utilizadores, valorizando o acesso ao conhecimento e a sua partilha por todas as comunidades de utilizadores, bem como a capacitação das equipas internas na manutenção das soluções e dos dados por elas geridos. A presente comunicação pretende não só divulgar os desenvolvimentos do referido projeto, mas sobretudo identificar e apresentar os aspetos inovadores do mesmo no contexto da Administração Pública Portuguesa.

Palavras-chave


Gestão de bibliotecas, Gestão de Arquivos, Gestão de museus, Administração Pública, Justiça

Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.