Redes Intermunicipais de Bibliotecas: uma estratégia para as bibliotecas públicas portuguesas

Bruno Duarte Eiras

Resumo


Num momento em que o trabalho em rede assume um papel cada vez mais central para as bibliotecas públicas e em que uma abordagem regional dos equipamentos de bibliotecas municipais começa a demonstrar resultados e vantagens e a produzir impactos positivos nos territórios e junto das populações, a Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB) pretende implementar uma estratégia para as bibliotecas públicas portuguesas baseada no apoio à construção de redes regionais de bibliotecas. A DGLAB tem vindo a desenvolver uma estratégia de apoio à criação de redes intermunicipais de bibliotecas públicas municipais, operacionalizadas com o apoio a Grupos de Trabalho de Bibliotecas, e assente no território das Comunidades Intermunicipais (CIM) e Áreas Metropolitanas. Esta estratégia só possível de concretizar num contacto direto e de proximidade com os Municípios e os bibliotecários, servindo de base para a definição de um novo tipo de programa de requalificação de serviços com uma visão inclusiva, diversificada, atual e adaptada ao panorama biblioteconómico nacional. Pretende-se efetuar uma apresentação da estratégia da DGLAB para as bibliotecas públicas através da experiência adquirida através das 8 redes de bibliotecas apoiadas e em funcionamento.


Palavras-chave


Bibliotecas públicas, Redes, Comunidade Intermunicipal, Redes regionais

Apontadores

  • Não há apontadores.