Gestão de dados de investigação: Desafios para as bibliotecas do ensino superior

José Borbinha, Maria Manuel Borges, Irene Rodrigues, Ana Alice Baptista, Cristina Ribeiro

Resumo


As instituições de ensino superior estão diretamente ligadas à maior parte da investigação que se realiza em Portugal. Com as recentes recomendações e mandatos relativos ao acesso aberto aos dados de investigação financiada, torna-se necessário definir processos, soluções e responsabilidades, articulando instituições, grupos de investigação, infraestruturas disciplinares e financiadores. Pelos progressos que se observam a nível internacional, é de esperar que um modelo único não seja aplicável em todos os domínios. Há no entanto muitas questões transversais que podem e devem ser equacionadas: o armazenamento a longo prazo, o acesso, a produção de metadados, a interoperabilidade, as ferramentas de processamento de dados. As questões de ética e de privacidade começam a colocar-se em muitos matizes com os dados. As bibliotecas, arquivos e serviços de computação das instituições de ensino superior têm já muitas das competências requeridas para apoiar todo o processo de gestão do dados de investigação, mas não estão em geral preparados para dar resposta às solicitações concretas dos investigadores. Este painel propõe-se juntar investigadores de diversas áreas com gestores de informação, curadores de dados e bibliotecários para identificar soluções aplicáveis de imediato e temas cuja discussão requer mais trabalho concetual.

Palavras-chave


Instituições de ensino superior, Dados de investigação, Metadados, Repositórios de dados, Princípios FAIR

Texto Completo:

Resumo

Apontadores

  • Não há apontadores.