Mensagens de correio electrónico: conteúdos digitais em rede?

Almerinda Graça

Resumo


Num universo documental em que muita da produção escrita nasce digital, é urgente e necessário que a comunidade profissional BAD aprofunde conhecimentos nesta área de modo a responder às necessidades no tratamento documental da informação em suporte electrónico. No contexto do Arquivo de Cultura Portuguesa Contemporânea, em cujos espólios as cartas desempenham um papel primordial, é natural que as preocupações nesta área surjam. As mensagens de correio electrónico, podendo evidenciar o valor de uma carta, podem também consubstanciar um universo diferente de prosa. Do ponto de vista da investigação, esta realidade despoleta novas necessidades relativamente ao tratamento da informação, aqui gerada em rede, e resultando em novos produtos documentais. Esta comunicação apresenta algum trabalho de investigação já que a autora entrevistou quatro pessoas simultaneamente utentes reais ou potenciais do ACPC, e produtores de conteúdos eventualmente significativos no quadro da actual produção cultural portuguesa: um investigador em filosofia, uma escritora de literatura infantil, um biólogo e uma investigadora em literatura portuguesa. A procura de soluções para o tratamento arquivístico de correspondência por correio electrónico tem sido amplamente estudada em alguns países. Do ponto de vista especialmente tecnológico, a problemática subjacente às mensagens por correio electrónico desdobra-se em múltiplas frentes: é o serviço Internet (groupware) com maior utilização mundial; é utilizado não só por indivíduos enquanto cidadãos mas também como trabalhadores em empresas ou no Estado. Há já soluções testadas em países como a Holanda, Canadá, Austrália, Nova Zelândia, entre outros, vocacionadas para o arquivo de mensagens de correio electrónico respondendo tecnologicamente a preocupações próprias da arquivística, isto é a questões de autenticidade, inviolabilidade e acesso continuado. Estas soluções são geralmente desenvolvidas por equipas de investigação directa ou indirectamente ligadas a instituições governamentais, sobretudo académicas, se em países como os EUA e o Reino Unido.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.