Sustentabilidade dos Repositórios Institucionais

Luis Miguel Costa, Ana Azevedo

Resumo


Na comunicação procura-se estabelecer o paralelismo entre a realidade do @FEUP, repositório digital da FEUP, e do seu desenvolvimento e a realidade apresentada na literatura científica internacional em três pontos fundamentais: quais os serviços prestados pelo repositório, quais os custos envolvidos na sua instalação e manutenção e, finalmente, qual o modelo de financiamento mais adequado. Em primeiro lugar é apresentado o @FEUP, a sua história, estádio actual de desenvolvimento e a visão do SDI para o seu futuro. Os serviços disponibilizados são caracterizados num nível mais de infra-estrutura, que garante essencialmente a integração entre aplicações assegurando a comunicação com os sistemas da Biblioteca, do Arquivo e do Museu e, ainda, com aplicações externas ao SDI como o SIGARRA e o Repositório Aberto da UPorto; e a um nível de conteúdos, melhorando a interacção dos utilizadores com os documentos disponibilizados. Outros serviços aos utilizadores, independentes da aplicação de suporte, são ainda enunciados como complementares à sua construção, mas essenciais para a sua sustentabilidade. Apesar das questões da preservação serem também uma preocupação, não são abordadas, uma vez que ainda existem muitas dúvidas na manutenção de objectos digitais perpetuamente. Partindo das parcas indicações na literatura sobre os custos de implementação e manutenção de repositórios institucionais, é apresentada uma proposta de organização de custos e são indicados os valores de implementação do @FEUP e de manutenção da sua componente de repositório institucional. Finalmente, a partir da literatura são apresentados os modelos de negócio associados aos repositórios institucionais e as fontes de financiamento do @FEUP bem como uma reflexão sobre alternativas de outras fontes que possam assegurar a sustentabilidade do serviço no longo prazo.

Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.