Uma iniciativa para promover a leitura entre uma população diferente

Maria Teresa Silva Maia

Resumo


Para que os cidadãos, cegos ou amblíopes, possam ler são necessários suportes especiais de leitura: livros em Braille, gravação sonora ou caracteres ampliados, não falando, para já, em suportes informáticos.
E ainda escasso, no nosso Pais, o acervo de livros existente e disponível para a população deficiente visual; contudo, não podem aqui ser esquecidos os diversos esforços e iniciativas que vêm sendo feitos nos últimos anos, por diversas entidades, no sentido de diminuir o enorme abismo que separa a população deficiente visual da restante, nas possibilidades de escolha de leitura.
Salientemos, a título de exemplo, a oferta de uma verba para a transcrição para Braille, de 50 titulos, feita, recentemente, pelo Sr. Secretário de Estado da Inserção Social, Dr. Luis Cunha.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.