E para a Escola, não vai nada?

Maria José Vitorino

Resumo


As bibliotecas, mediatecas e centros de recursos escolares enquanto unidades documentais com contornos específicos, carecendo de saberes profissionais específicos e de uma gestão da informação que privilegie os aspectos pedagógicos, e, simultaneamente, como o pólo de estratégias de formação de utilizadores de unidades documentais ao longo da vida, contribuindo decisivamente para a existência, e a exigência, de interlocutores dos profissionais da documentação e da informação no futuro, quer enquanto públicos, quer enquanto produtores de informação, parceiros de projectos ou decisores institucionais.
Balanço crítico dos dados disponíveis quanto ao primeiro grande investimento público neste campo, o Programa de Rede de Bibliotecas Escolares (1996- ), segundo pontos de vista internos às Escolas e aos movimentos que nelas se desenvolvem, no contexto de uma Sociedade de Informação em que vivemos, ou onde nos vamos encontrar.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.