Ler as bibliotecas públicas portuguesas e os leitores adolescentes da Internet: contributos informados pelas Ciências Sociais e pelas Humanidades para o seu conhecimento e compreensão

Paula Sequeiros

Resumo


Nos anos mais recentes os saberes e as experiências associados tanto às Tecnologias da Informação como à Gestão têm permeado a formação e as práticas dos profissionais de bibliotecas. Contudo, os contributos das Ciências Sociais e das Humanidades não se têm feito aí sentir com a mesma acuidade. O que tem contribuído, no meu entender, para dificuldades de compreensão e de intervenção junto dos leitores e dos poderes institucionais e, sobretudo, para o empobrecimento da discussão do delineamento de políticas bibliotecárias. Foco em particular as leituras de adolescentes pelo peso desta faixa etária nas bibliotecas portuguesas e pelo uso intensivo que fazem da Internet. Tendo a importância dum serviço público de leitura como pano de fundo, pretendo contribuir com uma revisão de literatura, fundamentada pelas Ciências Sociais e as Humanidades, que entendo ser profícua na construção do que são as novas leituras, do que são e do que podem ser as bibliotecas públicas e os seus leitores.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.