La formación de los bibliotecarios en las bibliotecas públicas españolas

António Carpallo Bautista

Resumo


A formação que os bibliotecários espanhóis recebem pode classificar-se de excelente devido, em grande parte, ao aparecimento de estudos universitários específicos promovidos, em grande medida, pelas Escolas de Biblioteconomia e Documentação, que começaram a fazê-lo em 1982, sendo que as licenciaturas em Documentação iniciaram-se em 1994. Além disso, existem outras instituições públicas e privadas que formam bibliotecários sem ter que fazer uma carreira universitária específica em biblioteconomia.

No presente estudo, analisam-se três entidades privadas especializadas na formação de arquivistas, bibliotecários e conservadores de museus, que têm a sua sede principal em Madrid, e instituições especializadas em documentação que dão, esporadicamente, cursos especializados para bibliotecários, além de instituições públicas como a Comunidade de Madrid e a Escola Universitária de Biblioteconomia e Documentação da Universidade Complutense de Madrid, que dão cursos focados exclusivamente na formação de bibliotecários.

Também descreveremos quais são os graus e licenciaturas vigentes em Espanha e as disciplinas nelas leccionadas que nos aproximem das bibliotecas públicas e às unidades de informação da Administração, bem como a implantação do primeiro Master Oficial de Bibliotecas, Pós-Graduação em Ciências da Documentação, adaptado ao Espaço Europeu de Educação Superior.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.