Da acção à Informação: o desafio digital

Maria Manuela Pinto

Resumo


A presente comunicação tem como principal objectivo a apresentação da reflexão desenvolvida em torno dos novos modelos de Gestão de Informação, nomeadamente no que concerne a “modelos de análise do documento electrónico”, teoricamente enquadrada na área do conhecimento da Ciência da Informação. Em plena Sociedade da Informação, um dos maiores desafios que se coloca às organizações e à comunidade dos profissionais da informação é, sem dúvida, o da gestão da informação em ambiente digital. Reflectindo o nosso posicionamento no paradigma póscustodial e cientifico-informacional e a mais valia dos resultados da intensa mobilização internacional no âmbito do documento electrónico, apresentamos uma proposta de enquadramento e de releitura/utilização de “ferramentas” como o “Template for analysis” desenvolvido no âmbito da Authenticity Task Force do projecto InterPARES. Partindo da tradicional relação existente entre a Diplomática e a Arquivística e do “cruzamento” teórico-metodológico que tem sustentado a procura de respostas às novas questões suscitadas, procuramos ir mais além, evidenciando a importância da determinação das características/propriedades/elementos essenciais do nosso objecto de estudo e trabalho, bem como a necessidade de posicionarmos e utilizarmos adequadamente as ferramentas que áreas afins nos disponibilizam e que, no caso vertente, poderão ser adoptadas como instrumentos auxiliares não só para a análise da informação produzida como também para apoio/documentação do próprio processo de concepção e desenvolvimento do sistema de gestão de informação, e subsequente criação de meta-informação, assumindo, logo na fase de concepção/produção, os requisitos que garantirão a autenticidade, integridade, fidedignidade, inteligibilidade e usabilidade da informação produzida bem como as bases para a sua preservação a longo termo e acesso continuado.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.