Seleccionar recursos para bibliotecas digitais: princípios orientadores

Fernanda Campos

Resumo


Pretende-se, com esta comunicação, enunciar alguns princípios básicos sobre uma fase primordial da construção das bibliotecas digitais que é o processo de selecção.
A noção da importância desta prática advém, sobretudo, do trabalho desenvolvido na Biblioteca Nacional com vista à construção e desenvolvimento da Biblioteca Nacional Digital. Os princípios orientadores aqui enunciados destinam-se a quem tenha de seleccionar recursos nascidos digitais e/ou recursos em suporte tradicional (papel) que se pretendam digitalizar. Apresentam-se os pontos básicos de avaliação (porque seleccionar é escolher e avaliar) e, para o caso de recursos destinados a digitalização, enunciam-se as razões principais para escolher este processo e as considerações a estabelecer face aos originais. Valor, Uso e Risco são os princípios orientadores mais relevantes em todo o processo de selecção, não sendo possível conceber um projecto de biblioteca digital sem que um conjunto de critérios de selectividade seja devidamente estabelecido.

 


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.