Disponibilidade de acesso a publicações periódicas nas diferentes áreas científicas depois do surgimento da Biblioteca Científica Digital

Manuel Montenegro

Resumo


Portugal dispõe, desde Março do corrente ano, do acesso à versão electrónica de um conjunto de publicações periódicas de várias editoras (Elsevier/ScienceDirect, Wilye, Kluwer, Springer, Sage e IEEE), no âmbito do projecto conhecido como Biblioteca Científica Digital, promovido a partir da UMIC.
De importância inegável para o conjunto da investigação científica em Portugal, não existe porém nenhum estudo sobre a cobertura com que ficam as diferentes áreas do conhecimento devido a esta aquisição.
O presente trabalho, elaborado com a colaboração dos alunos do 3º ano da Licenciatura em Ciências da Informação da Universidade do Porto, analisou 48 áreas científicas definidas no Journal Citation Reports e verificou, em relação às 20 publicações com mais elevado factor de impacto em cada uma destas áreas, se elas estão acessíveis em texto integral, seja devido ao contrato estabelecido via IBIC, seja porque a versão electrónica está disponível gratuitamente na web.
Com base neste estudo, traçou-se um quadro comparativo da cobertura das diferentes áreas científicas e apontam-se, nos casos das áreas menos bem cobertas, caminhos para evolução.

Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.